BLOG

Novo roteiro turístico traz histórias sobre a presença negra em Curitiba

Conheça Curitiba

A Casa Romário Martins, no Largo da Ordem, foi o espaço escolhido para o lançamento do site Linha Preta, que reúne fotos, textos e vídeos sobre a presença negra em Curitiba. O roteiro turístico conta com 21 pontos de memória afrocuritibana, no Centro Histórico da capital, como o Largo da Ordem, as Arcadas do Pelourinho, a Catedral, Igreja do Rosário, entre outros.

Os locais podem ser visitados a pé com acompanhamento de monitores. O agendamento pode ser feito no site da Linha Preta Curitiba

O assessor de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Curitiba, Adegmar Silva (Candiero), comenta que a iniciativa está em consonância com as políticas da Prefeitura de reconhecimento e valorização da presença negra em Curitiba. Ele ressalta que a escolha da Casa Romário Martins para o lançamento foi devido à exposição Presença Negra em Curitiba, que está em cartaz no local, reunindo peças do acervo da Casa da Memória e de outras instituições ligadas à cultura afro na cidade.

Os vídeos, fotos e textos foram produzidos em parceria com alunos do sétimo período do curso de Jornalismo da UniBrasil, em um projeto de assessoria de imprensa para o Centro Cultural Humaitá.

“Foi uma experiência muito enriquecedora culturalmente, desde a nossa primeira reunião ganhamos um banho de cultura, conhecemos tanta coisa que nem imaginávamos que existia”, comenta Sirlene Araújo, aluna responsável pela apresentação do projeto.

Homenagem

Neste ano de 2018, em que se comemora 130 anos da Abolição da Escravatura, 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e 30 anos da Constituição de 1988, a Prefeitura de Curitiba fez uma homenagem especial com o lançamento de um vídeo que destaca a população afrocuritibana.

A homenagem faz parte de uma série de ações da Política Municipal de Promoção da Igualdade Racial para a valorização e visibilidade da população negra em Curitiba.

“É interessante observar que a condição de escravizado não é a tônica do vídeo. A homenagem desconstrói as antigas narrativas estereotipadas e traz para o primeiro plano uma visão mais humanizada e realista sobre as importantes contribuições dos povos afrodescendentes na formação da sociedade curitibana”, destaca a professora Elaine Javorski, responsável pela orientação do projeto de assessoria dos alunos da UniBrasil.

Para o assessor de Políticas de Igualdade Racial é importante que a sociedade e os gestores públicos compreendam que o reconhecimento se dá em dois aspectos distintos. Por um lado, o reconhecimento da existência desta população e das suas importantes contribuições para o desenvolvimento da nossa sociedade desde a sua fundação e, por outro lado, o reconhecimento das demandas específicas desta população, dentre elas o enfrentamento ao racismo e às discriminações múltiplas e agravadas.

“A população negra participou ativamente de todos os ciclos econômicos de desenvolvimento, não apenas como mão de obra escravizada como se dizia antigamente, mas com tecnologias e conhecimentos, com inteligência e resiliência”, destaca Candiero.

Você pode conferir a Linha Preta também na página do Facebook e Instagram.

Fonte: Prefeitura de Curitba