BLOG

Confira dicas de locais com turismo adaptado em Curitiba

Conheça Curitiba

Curitiba é uma das principais cidades do Brasil que possui estrutura para receber portadores de necessidades especiais, e recebe muitos elogios por todo seu planejamento estrutural. Conheça alguns pontos relevantes na capital paranaense que possuem condições para turismo adaptado.

Transporte

Um dos pontos fortes da capital é seu sistema de transporte, que visa aperfeiçoar a vida de todos os cidadãos e com um cuidado diferenciado para aqueles que possuem necessidades especiais. As estações tubo são pontos de embarque e desembarque em locais escolhidos estrategicamente e que facilitam o acesso dos portadores de necessidades especiais aos meios de transporte. A cidade conta também com o maior ônibus do mundo, apelidado pelos habitantes de “Ligeirão”, o veículo possui uma boa estrutura para receber portadores de necessidades com deficiências físicas, auditivas e visuais (para os deficientes físicos foi disponibilizado um sistema onde os mesmos podem avisar os outros passageiros o ponto em que vão descer, os deficientes auditivos podem saber das paradas através de luzes que se ascendem dentro do ônibus e para os deficientes visuais avisos sonoros que informam as estações por onde o ônibus para e passa).  Outro ponto positivo é que não se deve esperar por horas até que um dos ônibus adaptados passe, pois a maioria deles já está preparado para receber os deficientes.

Pontos Turísticos

Curitiba tem implantado em seus principais pontos turísticos, agentes facilitadores para quem possui alguma necessidade especial. Abaixo estão indicados alguns locais com acesso mais facilitado.

O calçadão da Rua XV, por exemplo, possui em toda sua extensão faixas no piso com textura e cor diferenciadas, para facilitar a identificação do percurso para deficientes visuais, além de avisos sonoros nos semáforos que atravessam o trajeto. Na entrada das calçadas, as guias são rebaixadas ou possuem pequenas rampas que facilitam o acesso para quem está de cadeira de rodas.

PARQUE BARIGUI

Parque Barigui

O Barigui é um dos parques preferidos do curitibano. Aos finais de semana ele lota e as pessoas o procuram para desfrutar de sua boa infra-estrutura com bares, restaurantes, canchas esportivas, churrasqueiras, uma vasta fauna e flora, entre outros atrativos. A estrutura do Barigui é plana, proporcionando grande facilidade para quem circula com cadeiras de rodas, já o chão é uma espécie de asfalto liso que facilita a locomoção. Alguns banheiros do parque são adaptados, com amplo espaço e barras laterais.

Passeio Público

O Passeio Público é um parque localizado na região central de Curitiba, cercado por prédios, carros e tudo que faz parte da composição de uma área urbana – ele foi o primeiro parque construído na cidade. Ao adentrar no local, você tem a impressão de estar em outra dimensão, pois seu interior não remete à paisagem que se vê lá fora; lá dentro encontramos lagos com ilha, grutas, playground e muita área verde. O Passeio Público possui uma estrutura semelhante ao Parque Barigui, onde pessoas com limitações físicas circulam com mais facilidade.

Jardim Botânico

O Jardim Botânico é a verdadeira menina dos olhos da capital paranaense, um dos cartões postais da cidade. Inaugurado em 1991, o local possui belos jardins geométricos e estufas que abrigam muitas espécies de plantas nativas brasileiras. Embora a estufa não possua rampas de acesso e suas escadas serem estreitas, sua área externa possui um plano reto e calçadas lisas.

Ópera de Arame

A Ópera de Arame é outro cartão postal de Curitiba. O teatro construído no Parque das Pedreiras possui uma linda estrutura tubular, além de teto transparente e piso aramado. O acesso para portadores de necessidades especiais existe e conta com rampas (com auxílio de corrimão), elevadores e banheiros adaptados (com barras laterais).

Inúmeras são as opções que Curitiba oferece aos turistas que visitam a cidade e são portadores de necessidades especiais. Sua infra-estrutura já respeita a limitação de todas as pessoas, garantindo a acessibilidade e a diversão de todos os turistas que visitam a capital ecológica do Brasil.

Data: 18/10/2018
Fonte: Turismo Adaptado

Veja Também