BLOG

Conheça a gruta que fica a 30 minutos de Curitiba e tem visitação gratuita

Passeios e atrativos

Gruta do Bacaetava é milenar, fica em Colombo, e pode ser visitada de quarta a domingo


"Gruta do Bacaetava em Colombo. Foto: Divulgação." Leia mais em: https://guia.gazetadopovo.com.br/materias/gruta-do-bacaetava/ Copyright © 2019, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.
Gruta do Bacaetava em Colombo. Foto: Divulgação.

Um passeio diferente para quem gosta de natureza não está muito longe de Curitiba: a Gruta do Bacaetava. Localizada em Colombo, cerca de 30 minutos do centro de Curitiba, às margens da continuação da PR-417, conhecida como a da Rodovia da Uva; a gruta tem 600 milhões de anos e conta com visitação gratuita. 

O Parque Municipal Gruta do Bacaetava tem uma estrutura toda montada para receber os turistas e guias especializados acompanham o passeio e contam toda a história que envolve a caverna, seu descobrimento e exploração. São aproximadamente 200 metros de caminhada, que é feito todo em cima de passarelas. Os guias também fornecem lanternas para que os visitantes possam ver com detalhes as formações rochosas. O passeio dura, em média, 40 minutos

História

A Gruta do Bacaetava foi descoberta por um imigrante italiano no século XIX – por isso, a região faz parte do Circuito Italiano de Turismo Rural de Colombo. Diz a história que o lugar chegou a ser usado como esconderijo durante a Segunda Guerra Mundial, onde se escondiam para não serem recrutados para a guerra.

O terreno em que a gruta se encontra foi doado para a Igreja, que o doou à Santa Casa de Colombo. Depois, o terreno foi comprado pela Prefeitura de Colombo, que fundou o parque municipal.

Como visitar

O Parque Municipal Gruta do Bacaetava abre de quarta-feira a domingo, das 8h ao meio-dia ( o último grupo visita a gruta às 11h30) e das 13h às 16h30 (o último grupo visita a caverna às 16h). Os grupos são de até 20 pessoas. Em grupos maiores, a visita deve ser agendada. O passeio é gratuito. Os telefones para fazer o agendamento são (41) 3656-5669 e 3656-6600.

Fonte: Gazeta do Povo.