BLOG

Curitiba ganha escultura em tamanho real do personagem “Groot” do filme “Guardiões da Galáxia”

Conheça Curitiba

Curitiba acaba de ganhar um novo “cidadão” que tem chamado a atenção de quem passa pela ciclovia que liga o Bosque do Papa ao Parque São Lourenço, perto do prédio da OAB Paraná (Ordem dos Advogados do Brasil – seção Paraná).

O “Groot”, personagem mais amado do filme “Guardiões da Galáxia”, ganhou forma e morada em um banco da Rua Cecília Meireles, por meio do trabalho do artista plástico Tony Reis.

A obra foi realizada por ocasião do Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, que marcou a revitalização de duas praças pela OAB Paraná: os jardinetes Erailto Thile, que ganhou a escultura, e o Ervin Ofner, localizado na rua Vitório Foggiato. Os jardins foram inaugurados naquela data.

Batizado de “O homem planta”, o “Groot” foi pensado por Reis para criar um diálogo entre a arte e o público. Sua inspiração é, sim, hollywoodiana. “A OAB solicitou que eu fizesse uma escultura que representasse algo relacionado ao meio ambiente. Então trouxe a lenda dos ents, árvores humanoides protetoras das florestas do filme “O Senhor dos Anéis”, explica o artista. Os ents foram criados por J.R.R Tolkien para a trilogia que dá nome ao filme, e foram inspirados em histórias folclóricas de árvores falantes. Na escultura curitibana, elas foram representadas na figura que remete à do personagem “Groot”, um dos mais carismáticos do universo Marvel.

Além disso, Reis fez da obra uma escultura “viva”, na qual plantas crescem ao seu redor. “A ideia era trazer a proteção para o meio urbano. Foi interessante porque veio em uma área de preservação, um espaço simples que ganha vida”.

O artista levou 10 dias para concluir a obra. Para construir o boneco, que tem cerca de 2 m, ele primeiro construiu uma estrutura metálica, que foi preenchida com argamassa, para depois moldá-la e pintá-la de forma que imite a textura e a cor de uma árvore.

Interação

O objetivo de interação do público com a obra foi alcançado: difícil ver quem passe pela rua sem comentar ou parar para tirar uma foto.

A revitalização dos jardinetes contou com projeto dos arquitetos Bettina Pansera e Gilmar de Lima, do Instituto Atmosfera 2. A reforma incluiu um trabalho de paisagismo com plantas nativas, brinquedos novos para o parquinho e a escultura. Segundo a OAB, a revitalização dos jardinetes contará ainda com uma segunda etapa. Nela, os paralelepípedos serão substituídos por piso drenante e acessível, a área do parquinho receberá piso emborrachado e uma nova iluminação será instalada. A construção de uma ponte, que irá interligar os jardinetes, também está prevista.