BLOG

Dez atrações para você estender a visita à Feira do Largo da Ordem

Conheça Curitiba

Quem passa pela região central de Curitiba aos domingos, já está acostumado com o movimento na Feira do Largo da Ordem. A feira conta com grande variedade de produtos e oferece para seus visitantes os mais diversos tipos de artesanato (madeiras, tecidos, pedras, metais, fibras, sementes, gesso, cerâmica, etc…), além de pinturas em telas, música, teatro de rua. Além de todos esses produtos, oferece diversidade gastronômica, como os famosos pastéis de feira, caldo de cana, água de coco, crepes, chocolates entre outros artesanatos culinários, e comidas típicas como acarajé, pierogi, empanadas argentinas, batata suíça.

A feira livre mais famosa de Curitiba acaba no começo da tarde, mas você pode continuar o passeio sem sair do Centro da cidade.

Solar do Rosário

Se você passar cedo pela Feira do Largo e quiser fazer alguma coisa depois dela, a pedida é o Solar do Rosário. O complexo cultural junta galeria de arte com cafeteria, e, além do casarão histórico que o abriga, tem um jardim de esculturas na parte externa. A entrada é gratuita.

Memorial de Curitiba

Aos domingos, o Memorial de Curitiba está aberto para quem quiser ver as exposições que estão em cartaz, além das obras do acervo, como o altar da Primeira Matriz de Curitiba, de 1780. Além disso, dependendo da exposição que está em cartaz, é possível visitar o terraço do memorial, que fica no Salão Brasil e tem vista para todo o Centro Histórico. Tudo isso com entrada gratuita.

Igreja da Ordem

Além das missas de domingo, a igreja em si é uma atração importante por ser a mais antiga de Curitiba, tendo sido construída em 1737. No prédio anexo fica o Museu de Arte Sacra, que reúne alfaias das quatro igrejas que existiam na cidade (contando com a própria Igreja da Ordem).

Casa Romário Martins

Última construção que ainda existe em Curitiba com a arquitetura colonial portuguesa, a Casa Romário Martins recebe exposições que divulgam momentos da história de Curitiba. Não é preciso pagar para entrar.

Solar do Barão

A construção histórica que pertencia ao Barão do Serro Azul também tem entrada gratuita, e abriga diversas atrações em suas salas, como o Museu da Fotografia, a Gibiteca de Curitiba e a Sala SCABI. Aos domingos, as exposições dos museus do Solar ficam abertas para visitação.

A Caiçara

O restaurante de cardápio litorâneo fica ao lado da Feira do Largo da Ordem, e usa alimentos frescos vindos do litoral paranaense. Em alguns dias, além da comida, o local também tem atrações musicais, principalmente rodas de samba.

Bar do Alemão

Um clássico do Largo da Ordem, o Bar do Alemão tem comidas típicas do país europeu, como o joelho de porco e o marreco com purê de maçã, além do tradicional chope Submarino. Em dias especiais, como em jogos da seleção alemã de futebol, o bar tem programação especial para quem quiser acompanhar as partidas.

Sebomania Toys

O nome de sebo ajuda a camuflar tudo o que a Sebomania guarda em seu acervo: além dos livros e discos de vinil, o local também tem brinquedos e artigos colecionáveis da cultura geek em geral. Se você procura só os livros mesmo, pode encontrar no local grandes clássicos da literatura nacional e internacional, em uma divisão que foge das tradicionais etiquetas de assuntos dos sebos convencionais.

Mesquita Imam Ali ibn Abi Talib

Quer conhecer um pouco da cultura árabe em um passeio só? A Mesquita Imam Ali, que foi construída em nos anos 1970, fica aberta para visitantes aos domingos, entre 10h30 e 15h30. A entrada é gratuita.

Ruínas de São Francisco

Um dos locais mais fáceis de reconhecer no Centro Histórico de Curitiba, as Ruínas rendem ótimas fotos, e são uma parte importante da história da cidade. Ao contrário do que muita gente pensa, elas não são parte de um prédio que foi destruído, mas sim a construção inacabada do que seria a Igreja de São Francisco de Paula. Hoje, são tombadas pelo patrimônio histórico.

 

Fonte: Gazeta do Povo.