BLOG

Brasil tem 27 mil empreendimentos com o selo “Turismo Responsável”

Novidades

O Brasil atingiu a marca de 27 mil estabelecimentos turísticos com o selo “Turismo Responsável, Limpo e Seguro” do Ministério do Turismo. A marca amplia o leque de locais que assumiram o compromisso em adotar protocolos de biossegurança para proteger turistas e trabalhadores contra a Covid-19.

Os estados de Alagoas (46,10%), Rio Grande do Norte (41,72%), Bahia (36,48%) e Maranhão (30,59%) abrigam os maiores percentuais de estabelecimentos com o documento. Dentre os segmentos, os parques aquáticos e empreendimentos de lazer (47,43%), os temáticos (46,93%), meios de hospedagens (36,57%) e acampamentos turísticos (34,01%) apresentam maior proporção de adesão entre os demais.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, é preciso empenho de todo o setor para garantir uma retomada que preserve a saúde dos viajantes e dos milhares de trabalhadores que movimentam o setor. “Fomos uns dos primeiros em todo o mundo a adotar estes protocolos, para que assim possamos retomar de forma segura e responsável o que vinha sendo desenvolvido nos últimos anos. Agora, conto com o envolvimento de todo o setor para que possamos chegar à totalidade de estabelecimentos com o selo.”

Ao todo, 15 atividades turísticas, como meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições, guias de turismo, entre outros, podem aderir ao selo e promover as boas práticas validadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Foto: Ministério do Turismo

Como solicitar o selo

Para solicitar o selo, o estabelecimento precisa apresentar situação regular no cadastro de prestadores de serviços turísticos (Cadastur). Após se regularizar, é preciso acessar o site do Selo Turismo Responsável, ler as orientações e declarar atender aos pré-requisitos determinados.

Em seguida, o interessado é encaminhado para uma área do site onde pode fazer o download do selo para impressão. Para utilizar o selo em local físico, o empreendedor deve colocá-lo em local de fácil visualização do cliente.

O estabelecimento pode oferecer um QR Code para que os turistas verifiquem quais são as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Veja Também